Quinta-feira
19 de Setembro de 2019 - 
BEM VINDOS A PASCOTO ADVOGADOS ASSOCIADOS.... QUALIDADE, CONFIABILIDADE, RESPEITO E SEGURANÇA NAQUILO QUE SE FAZ!!!
Pascoto Advogados Associados... segurança, qualidade e respeito a você sempre!

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Insira seu email aqui para receber noticias dos tribunais

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
Espanha 0% . . . .
França 0,43% . . . .
Japão 1,86% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,10 4,10
EURO 4,53 4,53
IENE 0,04 0,04

Previsão do tempo

Hoje - Marília, SP

Máx
40ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Sexta-feira - Marília, SP

Máx
40ºC
Min
26ºC
Parcialmente Nublado

Sábado - Marília, SP

Máx
34ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Domingo - Marília, SP

Máx
34ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

Alunos do curso de Direito acompanham julgamento de réus do PCC

Na manhã desta quinta-feira (22), estudantes de Direito de uma universidade de Campo Grande deixaram a sala de aula e encheram o plenário do Tribunal do Júri do Fórum da Capital. Os estudantes passaram a manhã de aprendizado acompanhando o julgamento de dois réus acusados de homicídio duplamente qualificado, cárcere privado, associação criminosa e ocultação de cadáver. A sessão foi presidida pelo juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida, titular da 1ª Vara do Júri de Campo Grande. A visita dos alunos, cursando do 1º ao 10º semestre de Direito na Uniderp, faz parte de um projeto da disciplina de direito processual penal, consistente em visitas técnicas para preparar os universitários para a realização de um júri simulado. O professor Ronaldo Braga, responsável pelo projeto, explicou o motivo de levá-los até um julgamento verdadeiro. “Queremos proporcionar a eles conhecerem in loco a parte prática da demanda processual penal. Depois faremos um júri simulado na universidade com os conhecimentos aprendidos em sala e a experiência de participar de um julgamento real”, disse ele. O professor das disciplinas de direito processual penal e direito penal explica que essa visita ao júri, portanto, visa muito mais do que fornecer um certificado de horas extracurriculares aos estudantes. “Não estamos nem preocupados com hora-aula. Nosso objetivo está voltado a um aperfeiçoamento dos alunos. Imaginamos que, com tudo isso, eles possam ter um aprendizado real”. O comparecimento dos alunos, que foi agendado anteriormente com o juiz Garcete, ocorreu justamente no dia do julgamento de um crime que chocou a cidade pela sua brutalidade. Dois acusados de integrarem a facção criminosa PCC teriam, em conjunto com outro réu já julgado separadamente, executado um homem cortando-lhe o pescoço com uma faca. Depois, os criminosos ainda teriam arrancado o coração da vítima e cortado-lhe as pernas. Toda a ação foi filmada e pulgada em redes sociais à época. Tal barbárie teria sido cometida em razão da vítima integrar facção criminosa rival. Importante ressaltar que a presença dos alunos está consonante com uma portaria publicada em maio do ano passado pelos dois juízes titulares das varas do Tribunal do Júri de Campo Grande. Em referido documento, os magistrados regulamentaram o uso dos Plenários do Tribunal do Júri como extensão de suas salas de audiências e como locais de realização de audiências coletivas com estudantes.
22/08/2019 (00:00)

Contate-nos

PASCOTO ADVOGADOS ASSOCIADOS

RUA COMENDADOR FRAGATA  150
-  FRAGATA
 -  MARILIA / SP
-  CEP: 17501-350
+55 (14) 34324925
Visitas no site:  110202
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.